Artigos

Quanto custa não calibrar um instrumento de medição?

Em Calibração, Economia

A calibração de um instrumento de medição é um processo necessário para assegurar a confiabilidade do mesmo durante o uso. Ao contrário do que muitos empresários pensam, essa prática não deve ser vista como um custo, mas como investimento na rentabilidade do negócio. Isso porque não calibrar um instrumento pode gerar despesas muito além do imaginado.

Outro ponto que merece atenção é respeitar o período recomendado entre uma calibração e outra. Afinal, diferentes instrumentos apresentam necessidades específicas, sofrendo desgastes e alterações conforme a natureza, condições e trabalho que são submetidas. Dessa forma, compete aos responsáveis um cuidado especial quanto às necessidades de cada instrumento.

Por que calibrar um instrumento de medição?

Praticamente, todo mundo sabe que deve “calibrar” os pneus do carro conforme o uso, mesmo sem entender completamente o porquê isso é necessário. O uso constante provoca variações que causam pequenas alterações no desempenho e nas condições dos pneus.

Assim como o pneu de um veículo sofre desgaste, com o tempo instrumentos de medição em constante uso vão sofrendo variações nas estruturas que afetam seu desempenho. Usando o mesmo exemplo, um carro precisando de calibração tende a consumir mais combustível, gerando mais custo para o dono.

Agora, imagine uma balança de mercado sem calibração e apresentando erro na medição (registrando 20g a menos do que o real peso de um produto). No fim do mês, quanto ela gerou de prejuízo ao estabelecimento? Multiplique isso por 12 e terá o custo anual de não calibrar um equipamento. Isso sem considerar que a mesma balança continuaria sofrendo desgaste com o uso.

Quais os riscos de não calibrar um instrumento de medição?

Atualmente, as corporações estão com olhares mais atentos à excelência produtiva, buscando otimização de processos, redução de custos e maiores margens de lucro. Nesse cenário, destaca-se a importância de ter instrumentos devidamente calibrados e ajustados.

Se no comércio o custo de não calibrar um equipamento já se destaca, pense no quanto isso reflete na indústria? Principalmente, por se tratar de processos em maior escala, com maiores valores envolvidos e com instrumentos mais robustos.

Despesas com excesso de matéria-prima, maior consumo de energia, variabilidade na produção e defeitos na qualidade do produto são alguns dos problemas ocasionados por falta de calibração nos instrumentos.

Independente do porte da empresa ou nicho de atuação, todo e qualquer instrumento usado para medir, monitorar, conservar ou produzir algo deve passar pelo processo de calibração. Afinal, esse é um meio de assegurar produtividade, qualidade e lucratividade.

Os custos que um  gestor terá que arcar por não calibrar um equipamento podem afetar drasticamente o orçamento de uma companhia. O mesmo deixa de investir, perde margem de rentabilidade e compromete a imagem da empresa para com o mercado.

Fale conosco!