Artigos

Entenda como funciona a cadeia de medição

Em Calibração

Um sistema de medição é definido como um  conjunto de um ou mais instrumentos de medição e frequentemente outros dispositivos, compreendendo, se necessário, reagentes e fontes de alimentação, montado e adaptado para fornecer informações destinadas à obtenção dos valores medidos, dentro de intervalos especificados para grandezas de naturezas especificadas.(VIM, 2012)

Conforme o VIM, o instrumento de medição é um dispositivo utilizado para realizar medições podendo ser utilizado individualmente ou associado a um ou mais dispositivos. Para entendermos como uma medição é obtida através do uso de um instrumento de medição, precisamos entender como funciona a chamada cadeia de medição, que envolve desde o recebimento do sinal de medição até a indicação final ao usuário

A cadeia de medição

Os instrumentos de medição que apresentam uma indicação, geralmente, funcionam através do conceito da cadeia de medição. Essa indicação pode ser digital ou analógica, como por exemplo a temperatura indicada por um termômetro digital ou o ponteiro de um manômetro que indica a pressão recebida.

A cadeia de medição é composta por um sensor/transdutor, um sistema de tratamento de sinal e um dispositivo mostrador ou indicador.  O sinal de medição é recebido pelo sensor/transdutor e transformado para um tipo de indicação ao usuário final. O sinal de medição pode ser mecânico, elétrico, biológico, pneumático, etc. Esse sistema de recebimento de sinal até a indicação final é o que está por trás do instrumento de medição, porém o usuário apenas visualiza o resultado final, ou seja a medição indicada.

Sensor ou transdutor

Um sensor/transdutor  de modo prático  é um dispositivo que detecta algum tipo de entrada , como luz, calor, movimento, umidade , pressão, etc, e emite uma resposta que pode ser um sinal elétrico ou outra forma de energia.

Olhando para o sistema de medição, o sensor ou transdutor é o módulo do sistema de medição que detecta a variação do mensurando e transforma essa informação em um  sinal de medição como exemplo sinais mecânicos, pneumático, elétrico ou de outra natureza. O sinal de medição, geralmente, precisa ser processado e tratado para pode ser utilizado. Alguns exemplos de sensores bastante utilizados nas indústrias são o termopar, célula de carga, eletrodo para pH, etc.

A unidade de tratamento do sinal

O sinal de medição geralmente tem uma baixa potência e é difícil de ser diretamente indicado necessitando assim que o sinal seja tratado e processado para obtermos o resultado de medição. A unidade de tratamento de sinal, geralmente, amplifica o sinal e realiza o processamento necessário para apresentação ao usuário. Alguns exemplos de dispositivos que realizam o tratamento de algum tipo de sinal são o aquisitor de dados, o controlador lógico programável (CLP), o transmissor de temperatura, etc.

O indicador ou mostrador

A indicação ou mostrador é o módulo final do sistema de medição. Nessa etapa o sinal de medição já tratado é transformado em um tipo de indicação ao usuário final. O sinal de medição então é perceptível ao usuário através de recursos mecânicos, elétricos, eletrônicos, pneumáticos, etc. Como exemplo neste último caso temos o indicador digital  de temperatura, o galvanometro (analogico), o indicador de peso, etc.

Como podemos ajudar a sua empresa?

A ACC PR Engenharia de Medição com um corpo técnico altamente qualificado e com mais de 20 anos de experiência pode ajudar sua empresa a aplicar os conceitos de metrologia produtiva, auxiliando na avaliação de potenciais de melhorias e ações efetivas para garantir a qualidade das medições e assim agregando valor aos seus processos e produtos.

Conhecimento metrológico e suas aplicações são fundamentais para a busca da melhoria contínua e para garantir uma boa produtividade e ações assertivas.

Entre em contato conosco e entenda como podemos ajudar você a gerar valor

Referências
[1] INMETRO. Vocabulário Internacional de Metrologia: Conceitos fundamentais e gerais e termos
associados (VIM 2012)
[2] Albertazzi, Armando. Fundamentos de metrologia científica e industrial. 2 ed. Editora Manole, 2018.
Fale conosco!